sexta-feira, 16 de setembro de 2011 Entre sujeitos

Este trabalho consiste num esforço em fazer dialogar discussões que tradicionalmente compõem o campo da Cibercultura, especialmente o da “vida social no ciberespaço”, com a proposta de releitura mais recente da Actor-Network-Theory (ANT) especialmente rediscutida por Bruno Latour em seu Reassembling the Social: an introduction to Actor-Network-Theory, ao resgatar os clássicos trabalhos de Gabriel Tarde. Trata-se, neste caso, de um ensaio teórico, de inspiração etnográfica, cuja pretensão não ultrapassa a mera especulação analítica em torno de uma questão central: quem, ou o que podem ser considerados atores, ou sujeitos dotados de agência no ciberespaço. Enfim, no intuito, ainda que modesto de um início de investigação, é que me proponho neste trabalho trazer uma reflexão sobre o estatuto de humanos e não-humanos ciberespaço, que rompam com fronteiras entre sujeitos e objetos, ao sugerir, de maneira mais ampla, que no ciberespaço as associações entre estes humanos e estas tecnologias podem se tratar de associações entre sujeitos

Assinar feed